12 agosto 2007

Viriato - A luta pela liberdade

“Actualmente, quase todos os historiadores rejeitam a tese de um Viriato nascido e criado nas montanhas. Os traços da sua personalidade, recolhidos a partir das obras dos autores antigos, apresentam-no como um homem sóbrio, enérgico, justo e fiel à palavra dada, desprezando em absoluto o luxo e o conforto e, sobretudo, como um excelente estratega militar, levam-nos a concluir que se tratava de um verdadeiro político, o indiscutível chefe militar dos lusitanos e defensor da sua liberdade, e não de um rude pastor das montanhas. Apresentar Viriato como o defensor de uma certa unificação militar e política contra o poder de Roma e como possível criador de uma monarquia na Lusitânia – cujo território não formava uma unidade social ou política – é talvez exagerado. Mas, a verdade é que a acção de Viriato, tanto militar como diplomática, fez com que todos os povos vizinhos se mobilizassem contra Roma sob o seu comando e direcção. Viriato foi o primeiro lusitano no comando de um corpo de guerreiros composto por pessoas de diversas tribos e durante os oito anos que duraram as suas campanhas não houve nenhum caso de indisciplina entre as tropas. Facto surpreendente por se tratar de um «exército bárbaro», como diriam os romanos.”
Mauricio Pastor Muñoz

7 comentários:

Cláudia Ribeiro disse...

Percebo aquilo que queres dizer. Comecarei a visitar os teus blogs.

Carla Montes disse...

a luta deve ser por este país:
http://portugalicia.atspace.com/portugalicia-map.gif

Lumife disse...

Grato pela visita ao Testemunhos.

Também vou conhecer melhor estes seus sítios.


Votos de um bom fim de semana.


Abraço

Vin disse...

Se este blog é do povo lusitano, aconselhava a mudarem o mapa.
O norte de Portugal é Galaico. Sempre foi Galaico até ao Douro e alias após a reconquista com o forte repovoamento no despovoado Douro-Mondego da altura muitos consideram mesmo que Douro-Mondego é etnicamente Galaico e não Lusitano e eu tenho de concordar com isso.

E o Algarve também não tem nada de Lusitano.

Não sei se já viste o mapa de alguns nacionalistas
http://i11.tinypic.com/5zclbly.jpg
http://bp1.blogger.com/_8KJI53MIJd8/RZv8kOeAGvI/AAAAAAAAAAU/vQHiNRx8Tak/s400/Gal.jpg
http://bp2.blogger.com/_8KJI53MIJd8/R1sgVIiZyKI/AAAAAAAAAPk/rgEG-Y52Mp0/s1600-h/iberia+etn3.png

Muitos confundem Portugalidade com Lusitanidade.
O que me parece que este blog defende é a Portugalidade nao a Lusitanidade.
Aconselhava-os a mudar o nome ou então a defender a verdadeira Lusitania, sem norte de Portugal e Algarve.

Rokalentejano disse...

Olá Vin, obrigado pelo teu comentário. Porém PORTUGAL é só um desde o continente aos açores é á madeira. E NOS ASSUMIMOS DESCENDENTES DOS LUSITANOS DE NORTE A SUL.

Anónimo disse...

No falo galaico-portugues, mais os Extremenhos da Espanha que sempre foi Lusitano, despois romano em a provincia Lusitania, com os Germanos Diocesis Emeritensis, mais tarde os arabes a reino de Taifa de Badaxos, a siglo XIII nos separaron, semos o mesmo povo.
NO NOS OLVIDEIS

Anónimo disse...

Penso que Portugal é único,é terra mãe,E ISSO NAO SE SEPARA.MEU SANGUE É LUSITANO E GALEGO,NAO TEM COMO SEPARAR ISTO.A SABEDORIA ESTA NA CONCILIAÇÃO E NÂO NA SEPARAÇÃO.O RECURSO QUE SE PROPÕE AI É MUITO POBRE(SEGREGAR,SEPARAR),VAI ATÉ MESMO CONTRA AQUILO CONSTRUIDO POR VIRIATO.DESCULPEM A INTROMISSÃO,MAS SOU BRASILEIRO,ANTES DE TUDO PORTUGUÊS E MAIS AINDA:LUSITANO E GALEGO.NÃO HÁ ORGULHO IGUAL!!!!!!!!!